arrow_drop_down
Devocional: O Engano

Devocional: O Engano

Mentira e engano são irmãos gêmeos, mas não idênticos. A mentira é essencialmente verbal, expressa por meio de palavras, mas o engano está mais ligado aos fatos e ações. Quando alguém acredita na mentira, o engano acontece. Ele está muito relacionado ao erro de identificação, quando consideramos que o mal seja um bem ou vice-versa.

O primeiro engano aconteceu no jardim do Éden, quando a serpente convenceu Eva de que o fruto proibido era bom. Satanás é enganador. Esta é uma de suas principais atividades neste mundo (Ap 12.9; 20.8).

Quando escreveu a Timóteo, o apóstolo Paulo alertou acerca dos "homens enganadores" e "espíritos enganadores" (1Tm 4.1; 2Tm 3.13). São duas "espécies" que atuam em parceria contra a igreja de Jesus.

O engano é uma via de mão dupla. Todo enganador será enganado também (2Tm 3.13). Foi o que aconteceu na história de Jacó.

Cristo disse aos discípulos: "Ninguém vos engane" (Mt 24.4; Mc 13.5). O antídoto contra o engano é a verdade da Palavra de Deus, conhecida e vivida.

A Bíblia nos mostra que além do engano que vem de fora, existe também o auto-engano, que talvez seja o mais perigoso. Ele é expresso em diversas passagens bíblicas:

"Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas" (1Co 6.9).

"Não vos enganeis. As más conversações corrompem os bons costumes" (1Co 15.33).

Enganamos a nós mesmos, quando pensamos que entraremos no céu de qualquer jeito.

Enganamos a nós mesmos, quando pensamos que o conhecimento bíblico sem obediência tenha alguma utilidade.

Enganamos a nós mesmos, quando pensamos que a graça dispense a santificação.

Enganamos a nós mesmos, quando pensamos que a religiosidade sem o amor agrade o coração de Deus.

"Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará" (Gl 6.7).

"Então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Não vos enganeis, meus amados irmãos" (Tg 1.15-16).

"E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos... Se alguém cuida ser religioso e não refreia a sua língua, mas engana o seu coração, a sua religião é vã" (Tg 1.22,26).

A personificação do engano no mundo será o Anticristo. Ele virá anunciando a paz e a justiça, enquanto se opõe ao Senhor Jesus.

Precisamos tomar cuidado, pois é possível falar a verdade e viver o engano.

Reconhecer nossas falhas, confessar, pedir perdão e melhorar sempre são formas de nos mantermos limpos e sempre verdadeiros.

:: Pr. Anísio Renato de Andrade

Promessa Diária: “O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos” (Provérbios 17.22).