arrow_drop_down
Uma vida de oração

Uma vida de oração

Certa vez, os discípulos de Jesus pediram algo, que os ensinassem a orar, conforme relato bíblico: “Senhor, ensina-nos a orar”. (Lc 11.1.) Os ensinamentos de Jesus não eram realizados de maneira superficial, Ele ensinava com a própria vida, por isso os discípulos aprenderam com Ele a orar, orando. A vida de Jesus era uma vida de oração, assim como Ele disse para fazermos, “orai sem cessar”, Ele agia. Jesus vivia o que pregava e pregava o que vivia.

A oração deve ser ininterrupta, em todo tempo e lugar. Precisa ser parte da vida de todo cristão. Ela também não tem forma, a oração não é realizada com os movimentos corporais e não está presa ao tempo. Ela é uma conversa verdadeira e íntima com o Pai. Os motivos para esse diálogo são muitos, cada um tem o seu.

Existem pessoas que oram e pedem; outras, dizem não saber o que está acontecendo, pois “parece que suas orações não são ouvidas, não prevalecem”. Não pretendo apontar o certo ou errado, mas te digo que esta dupla, oração e leitura da Bíblia, é infalível. Existem algumas verdades sobre a oração, entre elas, de que se trata de uma prática simples, descomplicada. Mas muitas pessoas parecem que ainda não entenderam isso, e quando oram mudam até o tom da voz, acreditando que Deus somente as ouvirá de acordo com a entonação da fala.

Bem, preciso falar com meu Pai com a voz que tenho, com o timbre de voz que possuo. Em 2 Crônicas, capítulo 7, verso 14, lemos: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”. Por que será que a ordem dos verbos de ação é esta: humilhar e orar? Porque quem ora é o humilde. E humilde é aquela pessoa que reconhece a sua dependência do Senhor.

Ore sem cessar, viva uma vida de oração. E como já disse, não se trata de orar apenas de joelhos e olhos fechados. É manter comunhão, relacionamento e intimidade com Deus, porque ninguém o ama mais do que Ele. E se você também o ama, precisa desejar estar junto dele por meio da oração. Comece hoje mesmo a dizer ao Senhor que você o ama e, por isso, deseja ser um homem, uma mulher de oração, para que, por meio de sua vida, suba, constantemente, o incenso do seu coração. A oração que muito pode em seus efeitos, que Deus nos responde, que é um diálogo e não monólogo, começa como uma disciplina para depois se tornar um deleite.

Deus te abençoe!

:: Pr. Márcio Valadão