arrow_drop_down
Duas portas e dois caminhos

Duas portas e dois caminhos

Texto base: Mateus 7.13-14

Exposição do texto: todos nós preferiríamos ter muitas opções para vivermos. Mas Jesus descarta essa opção, nos apresentando uma só escolha e duas possibilidades.

Discussão: existem dois caminhos: um caminho fácil, amplo, espaçoso e confortável e outro caminho difícil, estreito, apertado e incômodo. Não existe meio termo, via ecumênica. Ou estamos no caminho largo ou no caminho apertado.

Objetivo: o caminho que estamos revela para onde estamos indo, revela a direção do nosso destino final.

Contexto: no caminho largo há muito espaço para a diversidade de opiniões e a frouxidão moral. É o caminho da permissividade, em que não existem freios nem limites. Os viajantes desse caminho seguem as suas próprias inclinações, os desejos mais profundos do coração. Segundo John Stott, as características de quem está nesse caminho é a “superficialidade, o egoísmo, a hipocrisia, religião mecânica, falsa ambição, condenação”. Para seguir por esse caminho basta recusar o outro. O caminho difícil, por sua vez, é estreito. Seus limites são claramente demarcados, sua estreiteza restringe os peregrinos às fronteiras do que Deus tem revelado nas Escrituras como bom e verdadeiro. Precisamos nos lembrar de que embora a porta seja estreita e o caminho seja apertado, Cristo nos diz que seu “jugo é suave” e o seu “fardo é leve” (Mt 11.30). Para se entrar na porta larga, não precisamos deixar nada para trás, mas podemos levar toda nossa bagagem conosco. Já na porta estreita, a fim de entrar por ela, temos de deixar tudo para trás: o pecado, a ambição egoísta, a cobiça etc. A entrada da porta estreita e o caminho apertado são o próprio Jesus Cristo, e quem entrar por Ele será salvo (Jo 10.9), e será levado à vida eterna. Já a porta larga e o caminho espaçoso são entradas para um destino suicida, pois levará à destruição certa. 

Conclusão: o triste é saber que existem muitas pessoas entrando pela porta larga e viajando pelo caminho espaçoso, que leva à destruição. Já o outro, no caminho estreito e difícil, parece ser comparativamente mais deserto, em que poucos têm trilhado por ele. Jesus insiste com seus ouvintes para que eles “entrem pela porta estreita”, mas muitos “entram pela porta larga”.

Aplicação: há apenas dois caminhos, o difícil e o fácil (não existe um caminho do meio), nos quais se entra por duas portas, a larga e a estreita (não existe outra porta), que terminam em dois destinos, a destruição e a vida (não há uma terceira alternativa).


Tudo o que acontece nos GCs da Lagoinha você assiste semanalmente no programa GC On-line, transmitido toda sexta-feira, às 21h30, na Rede Super e na página da Lagoinha no YouTube.