arrow_drop_down
O perdão

O perdão

Texto base: Mateus 6.14-15

Exposição do texto: Jesus nos ensina a perdoar. O perdão ensinado aos discípulos de Cristo é um perdão sem limite, pois está baseado no perdão de Deus.

Discussão: Jesus nos diz que Deus nos perdoará se perdoarmos aos outros. Isso não significa que o perdão que concedemos aos outros garante-nos o direito de sermos perdoados. Antes, Deus perdoa somente o arrependido, e uma das principais evidências do verdadeiro arrependimento é um espírito perdoador.

Objetivo: quando nossos olhos são abertos, percebemos a enormidade de nossa ofensa contra Deus, e assim as injúrias dos outros contra nós parecem, comparativamente, insignificantes.

Contexto: os pecados são tidos como dívidas morais e espirituais para com a justiça de Deus, mas Ele nos oferece perdão dos pecados por meio de Jesus Cristo. Por isso os discípulos de Cristo confessam seus pecados, pois sabem que precisam de perdão. O perdão dos pecados, quer sob a lei mosaica ou na igreja, sempre é pela graça de Deus e com base na expiação de Cristo. É por isso que o cristão precisa ser um perdoador, pois ele entendeu que foi perdoado primeiro. É incoerente e hipócrita um discípulo confessar seu pecado e pedir perdão de Deus enquanto guarda rancor contra outra pessoa. Quando o cristão considera o quanto Deus já lhe perdoou, seu coração é tomado pela disponibilidade de perdoar. A falta de perdão é um pecado e deve ser confessado como tal. É por isso que a reconciliação não é algo a ser praticado somente entre nós e Deus, mas também entre nós e nossos irmãos. Conforme a semelhança da cruz de Cristo, temos duas linhas de reconciliação: uma linha vertical (conexão do homem com Deus) e a linha horizontal (conexão entre os homens). Se recebemos o perdão para com Deus (conexão vertical), devemos conceder o perdão para com o outro (conexão horizontal).

Conclusão: Deus tem nos dado seu perdão gratuitamente todos os dias, sem mesmo que o merecêssemos, e, por tal motivo, Ele espera que usemos do mesmo espírito gracioso para com os que nos ofendem. Recebemos do nosso Pai Celestial o perdão que foi nos ofertado gratuitamente na reconciliação alcançada pelo Senhor Jesus. Por isso, não podemos negar o perdão.

Aplicação: as ofensas das pessoas contra nós não são significantes perto das nossas ofensas que o Pai Celestial deixou de levar em conta. Logo, se somos perdoados por Deus, devemos perdoar o próximo.

Tudo o que acontece nos GCs da Lagoinha você assiste semanalmente no programa GC On-line, transmitido toda quinta-feira, às 20h, na Rede Super e na página da Lagoinha no YouTube.