arrow_drop_down
O valor do amigo

O valor do amigo

Como é tão diferente, em momentos de dor, tristeza, solidão, vivenciarmos esta realidade: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer” (João 15.15). Aleluia, Jesus é nosso amigo!

Amigo é aquela pessoa com quem nos sentimos muito bem ao lado dela. Com o amigo podemos rasgar o coração e falar com ele coisas que não falaríamos com outras pessoas. Amigo é aquele que nos conhece bem, que está conosco nos momentos mais difíceis da vida, que nos estende as mãos na hora da dor, do luto, da escassez.

Não sei se você tem alguém assim ao seu lado, mas tenho a certeza de que Jesus, o maior e mais verdadeiro amigo que podemos ter, está disponível em todos os momentos, estendendo a Sua mão e te dando o Seu colo. Somente um amigo pode colocar o dedo onde dói, e isso me faz lembrar quando o meu filho André, ainda criança, caiu e cortou o queixo.

Eu o levei para o hospital, mas ele não deixava ninguém tocar no corte. Ao lado dele eu dizia: “Papai está aqui, deixa o moço tocar”. Desconfiado, ele olhou para o médico e disse: “Papai, me deixa fazer xixi”? Eu respondi: “Deixo”. Mas ele saiu correndo, fugindo. Fui atrás e disse: “Filho, vamos voltar, o moço é amigo”. Ele perguntou: “É amigo”? Eu disse: “É amigo e papai está aqui”. Segurei a mão dele, o médico anestesiou e deu os pontos necessários.

Mas por que André decidiu deixar o médico tocar na ferida? Porque eu disse a ele que o médico era amigo. Meu filho já tinha aprendido que amigo não faz mal, amigo ajuda, amigo se importa, amigo consola, amigo ampara, amigo respeita, amigo está perto no leito de morte e nas alegres comemorações, amigo anda junto, independente do momento. Muitos são abençoados com pessoas assim, ao lado; outros, infelizmente, não. Mas Jesus é esse amigo para todo aquele que Nele se achega.

Essa é a fé cristã, preciosa intimidade com Deus, um relacionamento de amizade verdadeira com Ele. Por isso, não olhe para Jesus como se Ele estivesse distante. Muitas vezes, você enxerga Deus apenas como o Todo-Poderoso. Ele realmente é. Mas Deus se encarnou, tomou forma humana e veio até nós, dizendo: “Já não vos chamo servos”. Existem muitos que querem ser servos, mas o desejo maior de Jesus é ser nosso amigo.

Você é aceita como amiga de Jesus. Jesus é o seu amigo fiel, e quando o seu coração caminha com essa compreensão, passa a conhecer o real significado da palavra amigo. Como João que, na instituição da Ceia, pôde reclinar a cabeça no peito de Jesus. E isso só é possível fazer com um amigo. Por isso, dizemos que a nossa fé não é uma religião, mas um relacionamento que expressa verdadeiramente a amizade.

Deus te abençoe!

:: Pr. Márcio Valadão