undefined

SEJA BEM-VINDO AO lagoinha.com

arrow_drop_down
arrow_drop_down
Oração e relacionamento

Oração e relacionamento

Texto base: João 17.1-8

IntroduçãoJá existe muita coisa que fora dita sobre oração, nós mesmos em nossos GCs já ensinamos e aprendemos sobre sua importância. Mas também é verdade que existem muitos equívocos sobre este tema. Em vários momentos a oração é reduzida a uma forma rasa de relacionamento, quando na verdade ela é muito mais profunda, ou capaz de nos levar a este lugar de profundidade e interação com o Criador. A oração é muito mais do que uma forma de mover a mão de Deus, ou conseguir sua bênçãos. Orar, não pode e não deve ser minimizado à categoria de pedir. É normal em épocas como está, a gente fazer um balanço de como foi o nosso ano. Por isso, cabe nos perguntarmos como esteve o nosso relacionamento com Deus. Já sabemos que este relacionamento pode ser desenvolvido por meio não somente da meditação bíblica, mas também da oração.

Contexto: No texto escolhido para o nosso GC de hoje, Jesus está à beira do seu sacrifício salvífico, e consciência disso ora ao Pai. O primeiro grande ensinamento que o texto nos traz, é a capacidade de Jesus se relacionar com o seu Pai, ainda que em um momento extremamente difícil para ele. Isso diz pra nós que Deus está disponível para nos ouvir em todos os momentos da nossa vida.

Cristo nos ensina que o Pai, está a uma oração de distância, sempre disponível e atento ao que falamos. O maior ensinamento dEle, é sobre essa acessibilidade que há entre nós e Deus. Ele ora por si, ora pelos seus discípulos e ainda ora por aqueles que haverão de crer.

No texto, a oração é o meio pelo qual Cristo une seu relacionamento com o Pai ao nosso. E não somente nessa relação vertical, mais a partir disto nos ensina a nos relacionar com o nosso próximo.

No princípio, é um filho falando com seu Pai, no meio é um irmão pedindo pelos seus irmãos, no final é um salvador preocupado com todos quanto o Pai lhe deu responsabilidade.

Desenvolvimento: Muitas barreiras precisam ser vencidas em nossos momentos de oração. A primeira barreira a ser vencida é a incredulidade, aquele que ora precisa acreditar que alguém o está ouvindo. Outra barreira, é a crença de que existe um lugar melhor, uma forma melhor, uma oração melhor. Às vezes, a oração é resumida a pedir algo pra Deus, sendo assim só nos aproximamos de Deus para falar de nossas necessidades. Na oração de João 17, Jesus não está buscando benefícios pra si, ele está se relacionando com o Pai, para benefício do plano que o próprio Pai tinha.

É importante falar que durante muito tempo, limitamos a oração à vida da comunidade, e isso é importante. Mas devemos orar sempre, em todo o lugar, tendo em mente o plano do Pai, e não somente os nossos desejos. Isso nos leva a desejar que o outro conheça não somente o Pai, mas também seu plano. Nisto, descobrimos a intercessão, e logo deixamos de ser o centro de nossas orações.

Discussão: Você entende a importância da oração? Como podemos aprender a nos relacionar uns com os outros por meio da oração? Quais as suas maiores dificuldades ao orar? Se orar é se relacionar com Deus, o que temos tirado destes momentos de relação com Deus?

Conclusão: A Palavra já nos diz que por não sabermos como orar, temos um intercessor, que está constantemente nos instruindo e nos ensinando a orar. Orar bem, não é orar muito tempo. Não é, usar palavras bonitas. Não é citar versículos para Deus. Orar bem, é não esquecer o que se é, quem Deus é, e não ignorar o que o coração está dizendo ainda que no meio de muitas palavras vazias. A oração que move a mão de Deus, não é a nossa, é a de Cristo, feita na cruz, por meio da qual nós somos abençoados e o Pai acessível.

Que quando formos orar, não esqueçamos de confiar no sacrifício de Jesus, na intercessão do Espírito e na atenção do Pai, que está do outro lado ouvindo, pronto a responder. E para nosso bem, em vários momentos Sua resposta irá nos contrariar.

Aplicação: Que tal se essa semana, você separar 10 minutos do seu dia para falar com o Criador? Falar da sua gratidão em ter sido alcançado, amado e salvo. E se nesses minutos você conseguir reconhecer quem Ele é, e adorá-Lo. E se além de tudo isso, você demonstrasse seu amor por algumas pessoas, por nações intercedendo por elas. Que Deus nos dê graça, para amarmos falar com Ele, sobre Ele mesmo, sobre nós e sobre o nosso próximo.

Tudo o que acontece nos GC's da Lagoinha você assiste semanalmente no programa GC On-line, transmitido toda quinta-feira, às 20h, na Rede Super e na página da Lagoinha no YouTube.