arrow_drop_down
O cristão e a internet

O cristão e a internet

Texto base: Mateus 5.13-16

Exposição do texto: O evangelista apresenta Jesus e Sua palavra aos judeus, não somente para convencê-los de que este era o Cristo esperado, como também para dizer que Nele, Deus estava inaugurando um novo tempo, um novo povo e consequentemente uma nova cultura, uma nova forma de viver e ver a vida. Neste, e nos próximos dois capítulos, o que Jesus está fazendo, é estabelecer os princípios do reino dos céus, e discernindo como deve ser a vida dos cidadãos deste reino.

Contexto: Logo abaixo das bem-aventuranças, Jesus chama a atenção dos seus ouvintes, para a importância do testemunho dos seus seguidores. Ao dizer que seus discípulos eram o sal da terra e a luz do mundo, Cristo os apresenta uma grande responsabilidade e propósito, testemunharem os feitos de Deus em qualquer lugar da sociedade.

Neste tempo em casa nos vimos ainda mais próximos da internet , sem dúvida alguma ela foi responsável por manter muita gente empregada, muitas “igrejas” abertas, muitos alunos em aula. O que estamos chamando de “home office” só foi possível graças a ela. Na verdade, hoje não se faz mais nada sem a internet. Ela aproxima pessoas! Seus benefícios são incontáveis, mas nela também existem perigos. Ela também distancia pessoas! A internet parece ser uma terra sem lei, onde cada um faz o que quer. As redes sociais potencializaram vozes odiosas, costumes destrutivos, que vão desde uma violenta divergência de opinião, até uma ameaça de homicídio. É claro que são os seus usuários que percorrem estes caminhos, pois é possível usar a rede, sem ferir os princípios da fé em Jesus. Nela, movimentos que culminam em suicídio, tem seu início. Pessoas são expostas, canceladas, humilhadas e sabe lá o que mais. E infelizmente, tem sido cada vez mais normal ver cristãos em meio a confusões on-line, na verdade tem sido normal ver “os seguidores de Jesus” promover práticas que certamente Ele não concordaria.

Discussão: O que se espera de um cristão na internet? É possível usar a internet e ser cauteloso? Como você vê a cultura do cancelamento? Quem é que perde, quando cristãos se digladiam nas redes sociais? Como fazer diante da tentação de expor sempre a “minha opinião, o meu ponto de vista”? Como usar a internet como um instrumento pra manifestação do reino?

Conclusão: Cristo conclui o assunto dizendo que uma vez que a nossa luz brilhar diante dos homens, eles glorificarão ao Pai. Na semana passada falamos sobre o mandato de glorificarmos a Deus em qualquer lugar, ou circunstância. O cristão não é livre para dizer o que pensa, para cancelar alguém, ou para menosprezar pessoas em suas redes sociais. A vida cristã, se inicia com e perda dos seus direitos, e isso para o nosso bem. Nossa vida agora, está alicerçada nos princípios do reino de Deus, e precisaremos lutar constantemente contra o orgulho que nos faz humilhar pessoas a partir da nossa opinião. Se a nossa opinião fere os ensinamentos de Jesus, não edifica nosso próximo e serve como mau testemunho para o Cristo, ela deve ser mortificada, pois certamente irá produzir ao pecado. Hoje vemos grandes homens de Deus, que tentam promover seus ideais, só não percebem que isso está lhes custando o testemunho, e consequentemente expondo Cristo, seu reino e seu corpo, à vergonha.

Aplicação: Avalie na sua vida, seu comportamento diante das redes sociais. Veja se suas opiniões refletem Jesus, se elas testemunham sobre ele. Avalie se de fato é relevante pra você, ter uma rede social, ou ter todas as que você tem. Não coloque tudo a perder por causa de um post, de uma opinião, por causa de um concordar ou discordar. É importante também ressaltar que a internet pode fazer você se orgulhar daquilo que na verdade só traz vergonha ao evangelho. Nas palavras do apóstolo Paulo, aos Gálatas: "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim".

Tudo o que acontece nos GC's da Lagoinha você vê semanalmente no programa GC On-line, transmitido toda quinta-feira, às 20h, na Rede Super de Televisão e pelo YouTube da Lagoinha.