arrow_drop_down
Artigo: A redenção não virá de nós

Artigo: A redenção não virá de nós

Nós, seres humanos, não somos capazes de realizar um efeito redentivo nem para nossas próprias almas, que dirá para outras pessoas. Somente Cristo é capaz de realizar a redenção e a salvação do homem.

No evangelho de Mateus, logo após Jesus falar sobre as bem aventuranças, Ele declarou qual seria o papel dos seus discípulos perante esse mundo: “vós sois o sal da terra” (Mt 5.13). Nos tempos bíblicos o sal era utilizado como uma forma de conservar os alimentos. A falta de um equipamento de refrigeração que pudesse manter determinados alimentos em boas condições para consumo era suprida pela adição de sal a sua superfície, tornando assim o alimento adequado para consumo por um período de tempo mais prolongado.

O chamado de Jesus nunca foi para que nós, cristãos, mudássemos o estado de apodrecimento contínuo da sociedade, mas que fôssemos parte importante na conservação de valores, da moral, e das disciplinas e doutrinas determinadas por Ele. Sendo assim, somos chamados por Deus para levar paz a essa sociedade perdida em meio ao caos; para levar boas-novas, em um mundo onde às más notícias matam de pavor e pânico; para levar luz a um mundo que vive na escuridão.

Nós fazemos parte do processo, mas não o dominamos e nem temos autoridade sobre ele, Deus é que tem. 

Em tempos difíceis, também somos chamados a exercer nosso papel de pregar a mensagem do evangelho para todos. Não somos os autores da redenção, mas somos os seus porta-vozes. Como o Pr. Lucinho Barreto costuma dizer: “sou apenas o office boy de Deus”. Apenas levamos a mensagem, mas quem realiza a obra é o Espírito Santo.

A nossa parte é obedecer e ser diligente com as ordenanças de Deus, mesmo que não estejamos vendo esperança, mesmo que o mundo esteja em caos, devemos crer firmemente que nosso redentor vive e que nele podemos confiar de todo nosso coração.

Nós não entendemos os seus desígnios, mas confiamos, temos fé, porque Ele é digno de toda nossa confiança e respeito. 

Como diria o cantor e poeta João Alexandre: 

“Minha vida é obra de tapeçaria,

É tecida de cores alegres e vivas,

Que fazem contraste no meio das cores

Nubladas e tristes

Se você olha do avesso,

Nem imagina o desfecho

No fim das contas, tudo se explica,

Tudo se encaixa, tudo coopera pro meu bem

Quando se vê pelo lado certo,

Todas as cores da minha vida

Dignificam a Jesus Cristo, o Tapeceiro”. 


Não seja você o sabotador dos planos de Deus para sua vida, apenas creia que Ele tem o controle de todas as coisas. Seja o sal, o portador das boas novas de Cristo nesta terra. O mais, Ele fará.

:: Pablo Almeida – Grupo de Ação Política - GAP